#desafioinspire – 30 dias de fotografia

17.02.2017  

Um certo dia, fui ao starbucks com a Colírio de Amor e a Tayane Denise e resolvemos fazer um desafio de fotografia. 30 dias seguindo um plano de fotos de acordo com o que a gente achava legal. Há vários desafios por ai, mas resolvemos fazer o nosso, e se você quiser participar, é só seguir os dias certinhos e colocar a hashtag #desafioinspire. Você pode começar em qualquer dia do mês, o que vale é participar. Não é necessário colocar o dia como legenda, é só se você quiser…

Desafio Inspire: se inspire em você!

1- Uma foto de si mesmo.
Comece o desafio mostrando você, se amando.

2- Nuvem/céu.
Olhou pro céu e achou um dia lindo? Fotografe e mostra pra gente!

3- Um refeição.
Montou um prato super lindo e ficou morrendo de orgulho? Tira uma foto dele e coloca no desafio pra gente ver.

4- Uma coisa que não vive sem.
Pode ser comida, pode ser um objeto… Mas tem que ser algo que você goste muito mesmo!

5- Alguém que você ama.
Amigo, família, namorado. Vale qualquer pessoa que você ama.

6- De noite.
Pode ser a luz, as luzes da cidade, você indo dormir…

7- Seus sapatos.
Tá usando aquele sapato lindo? Tira uma foto dele e posta pra gente!

8- Seu lugar preferido.
Todo mundo tem um lugar preferido. Pode ser uma rua, uma loja, um bairro… Qual o seu?

9- Flores.
Flores alegram o dia de todo mundo. Alegre o seu também.

10- Tatuagem.
Você tem alguma tatuagem? Não tem mas quer fazer? Não tem mas acha bonito? Vale tudo aqui…

11- Uma foto de si mesmo.
De novo. Vamos mostrar o quanto você se ama. Faça uma foto bem bonita!

12- Amigos.
Amigos são nossos irmão só que de família diferente. Quais são os seus?

13- Segurando algum objeto.
Pode ser qualquer coisa. Seu celular, sua câmera, seu esmalte preferido…

14- No espelho.
Pode ser no espelho do elevador, no do banheiro, do trabalho…

15- Detalhes.
Pode ser detalhes do look do dia, de uma fotografia, de uma carta…

16- Música.
Quem não gosta de música, bom sujeito não é. Ou é, vai saber. Qual a música do momento?

17- Óculos.
Eu tenho o meu xodó, você tem o seu?

18- Onde estou.
Tire uma foto do lugar que você está.

19- Estampa.
Pode ser a da camiseta, do vestido…

20- Cores.
O que seria a vida se não tivesse cores, né? Poste uma foto bem colorida!

21- Uma foto de si mesmo.
Mais amor! Mais amor próprio!

22- Me divertindo.
Pode ser sozinho, com amigos, com o crush…

23- Três.
Três coisas, três cores, três. Vale tudo, desde que seja três.

24- Fotografando.
Todo mundo tem um pouco de fotógrafo dentro de si. Fotografia é a forma como você vê o mundo e como você o sente.

25- Luzes.
Pode ser a da balada, da lua, da rua…

26- Minha foto preferida.
Qual sua foto preferida? É do seu ídolo? Sua? Da sua mãe? É hora de compartilhar…

27- Preto e branco.
Você tirou um milhão de selfie e elas não ficaram boas? Tenta o preto e branco, dizem que em 99% dos casos isso resolve.

28- Mãe.
Cadê aquela sua foto linda com a sua mãe?

29- Um brinquedo.
Somos grandes mas gostamos de brinquedos, e daí?

30- Simetria.
Alô, alô galera do TOC! Vamos terminar o desafio com aquela paz mental?

É isso, gente! Não esqueçam de usar a hashtag pra gente conseguir acompanhar, tá?Indiquem pros amigos também, não é preciso ter um blog, e pode ser feito em qualquer rede social.

Blogueiro de vinte e três anos, que entre idas e vindas, está de volta. Fashion Designer formado desde 2014 e tem um ateliê de vestidos de noiva.

ME SIGA:

Jazz Restô & Burgers

13.02.2017  


Já começo o post com a imagem desse hambúrguer maravilhoso pra vocês ficarem vontade e ir lá conhecer.
Conheci o Jazz Restô & Burgers no final do ano passado através do facebook. Eu estava procurando algo pra fazer num domingo à tarde e, numa das ideias, surgiu a de ir comer hambúrguer num lugar legal. Eu achei o lugar super simpático e resolvi ir visitar. Quando cheguei lá, fui super bem recebido.

Até então, não sabia o que esperar do lugar, afinal, não foi indicação de nenhum amigo (apesar de ter vários que já curtiram a página). Ao chegar, você já se depara com uma decoração linda e totalmente diferente. Há um lustre enorme feito de garrafas de vidro, na parede há bicicletas, escadas, garrafas de cerveja no meio dos tijolos… À direita tem a área aberta, com mesas para você ficar do lado de fora do restaurante e aproveitar o dia bonito, á esquerda tem um salão com mais mesas e um espaço para a banda tocar (sim! Tem Jazz ao vivo!). A primeira vez que eu fui havia um palco, e fui informado nessa segunda vez que aos domingos tem a banda completa para o show.No bar, tem uma Kombi no teto!

Lanche Carnivall + Pink Lemonade

Aqui vai uma dica MARAVILHOSA pra quem não consome álcool como eu: eles não comercializam bebidas alcoólicas! Quando eu fiquei sabendo que não há NADA alcoólico naquele lugar, eles já ganharam meu coração! Mas você ainda pode pagar de gatinho é pedir os drinks super gostosos deles pra postar no Instagram e ninguém vai desconfiar que você está bebendo algo sem álcool. Gente, é muito amor!

No lanche tem: hambúrguer bovino de 200g, coberto com duas fatias de mozarela, abacaxi maduro e grelhado, com cheddar derretido, em um pão australiano. Agora me fala, dá pra ser ruim um lanche desse?

Esse mês eles estão em promoção de novo, ao pedir o lanche Carnivall, você ganha outro! Eu vou confessar pra vocês que eu fiquei com receio de comer por causa do abacaxi que tem dentro, mas eu fiquei muito surpreso com o sabor do lanche! É uma delicia.

ATENÇÃO ÀS REGRAS: (valido somente para domingos das 12:00 às 23:00 e de segunda a quinta feira das 17:00 às 23:00) os clientes que compartilharem uma foto do lanche, marcarem o Jazz e fizerem check-in, é só apresentar para o garçom que a promoção será válida!

Se vocês forem, me avisem e deixem a opinião de vocês, tá?

Onde fica?

Rua Vergueiro, 2080 – do ladinho do metrô Ana Rosa (saída pro terminal de ônibus).

Blogueiro de vinte e três anos, que entre idas e vindas, está de volta. Fashion Designer formado desde 2014 e tem um ateliê de vestidos de noiva.

ME SIGA:

Faculdade de moda: por onde eu devo começar?

31.01.2017  

Pra quem não sabe ainda, eu sou formado há dois anos em moda pela FMU. Eu falei um pouquinho sobre como tudo começou aqui. E, como fevereiro é mês de volta às aulas, eu resolvi fazer um post dando o meu ponto de vista pra quem quer fazer uma faculdade de moda. É até engraçado eu estar aqui, depois de dois anos, relembrando o meu primeiro semestre da faculdade. Então vamos lá…

Foto: Emilia Drivas.

Você realmente quer fazer uma faculdade de moda ou você quer participar de eventos de moda?

Como assim, Leozinho?
Vamos lá… O mundo da moda é bem encantador, né? Vários desfiles, festas, seguidores no Instagram, likes em fotos… Já se imaginou vivendo uma vida com um super glamour? Esquece tudo isso! De verdade. A faculdade de moda te abre muitas portas sim, te faz ter muitos contatos sim… Mas você já se perguntou o quanto aquele estilista super famoso ralou até chegar onde ele tá hoje? Já parou pra pensar em quantos anos da vida dele foram dedicados pra estar ali naquele glamour todo (que vai por mim, não tem glamourosos nenhum)? Pois é… Os 4 anos da faculdade não fazem nem cócegas perto de todo investimento que aquele super estilista teve.


Eu preciso saber desenhar e costurar?

Sério, não precisa. Dependendo da faculdade que você escolher, você vai ter matérias que vai te ensinar tudo isso, mas é claro que o empenho e dedicação é todo seu. Então levante seu bumbum do sofá e vá treinar sua coordenação motora e arrume um tempo pra se dedicar à costura (isso vai valer MUITO). Quando eu comecei minha faculdade, desde o primeiro semestre eu tive aulas de costura e desenho, e, mesmo tendo uma vó costureira, eu nunca tinha costurado nenhuma peça de roupa. Costura e desenhos são coisas que você precisa muito praticar… A pratica leva a perfeição (ou deveria)!


Eu preciso ter looks super legais pra ir pra faculdade?

Gente, sério, não! Faculdade é pra você estudar, não usar aquela peça ma-ra-vi-lho-sa do seu guarda-roupa. Se você optar fazer a faculdade no período da noite, muita gente virá do trabalho, e, em alguns caso, irá de salto alto. Se não for esse seu caso, acho mais legal você deixar o salto pra aquela balada do fim de semana.

Faculdade de moda é muito caro?

Olha… Isso é um ponto bem interessante de se falar. Você não vai só costurar e desenhar na faculdade de moda, tenha consciência disso. Você terá que ler textos académicos, terá que escrever trabalhos… A parte da costura vai te fazer gastar com tecidos e ai vai depender do seu projeto… Talvez não gaste muito e talvez gaste horrores. Revire lojas de tecidos, você vai achar coisas incríveis!
Se você for o tipo de pessoa que prefere pagar pra alguém fazer seus trabalhos, provavelmente você gastará mais (e aprenderá menos, por consequência) do que os outros. Mensalidade é caro, material é caro… Mas você sempre consegue se formar se você quiser.

É difícil arrumar emprego na área de moda?

Assim como qualquer outra área, no inicio é sim. É difícil você arrumar um estagio que te pague bem (alias, acho que isso nem existe), um chefe que te valorize e reconheça seu trabalho, um emprego que te leve a festas super importantes toda semana… Todo mundo começa de algum lugar, todo mundo vai passar pelo mesmo perrengue que você, acredite. Você vai trabalhar de graça, vai ganhar mal, vai ficar fazendo ficha técnica o dia inteiro… Mas sabe qual é o melhor de tudo isso? Se você se dedicar e quiser crescer, você vai mudar sua vida antes do que você possa imaginar. Talvez você desenvolva um projeto dentro da faculdade que seja pra vida toda ou talvez você vai participar de algum que não seja tão legal assim e vai ver que não é aquilo que você quer. Você vai descobrir coisas muito legais dentro da faculdade.

O mais importante de tudo: a faculdade é o período que você tem de testar todas as coisas que você quiser, sem ser podado na sua criatividade. Infelizmente, quando a gente entra pro mercado de trabalho, a gente passa a fazer coisas que não são tão legais mas que te dão um retorno financeiro. Aproveite esses 4 anos pra tentar fazer todas as coisas que você tiver vontade de aprender. É só na faculdade que você tem a chance de errar e ter um professor pra te ajudar a resolver.

Se você ainda tem alguma outra duvida, deixa seu comentário aqui que terei o maior prazer em te responder!

Blogueiro de vinte e três anos, que entre idas e vindas, está de volta. Fashion Designer formado desde 2014 e tem um ateliê de vestidos de noiva.

ME SIGA:

Cuidados com o rosto…

20.01.2017  

Volta e meia eu resolvo que preciso me cuidar (isso deveria ser sempre, mas muitas vezes a preguiça toma conta e ai já viu…). Em janeiro do ano passado me deu 5 minutos e eu resolvi que ia fazer um tratamento de pele. Marquei consulta com uma dermatologista e fui, na cara e na coragem – só isso mesmo, porque não tinha um real no bolso – iniciar o meu tratamento de pele.

Minha pele sempre foi oleosa e, desde a adolescência, com bastante acne. A dermatologista fez uma avaliação de uns 10 minutos e me passou um monte de pomadas e sabonetes manipulados. Se eu me meti numa fria? SIM! Eu resolvi começar um tratamento sem um real no bolso, no verão e com ácidos. Ta bom pra você? Hahahaha.

Dessa vez resolvi um método mais caseiro mesmo e mais barato, já que eu ainda continuo sem dinheiro pra fazer os tratamentos que eu quero – inclusive, estou doidinho pra fazer aquela remoção de cravos a vácuo.

Pra lavar o rosto, comprei o Effaclar sabonete dermatológico alta tolerância da La Roche-Posey. Eu já havia usado esse sabonete um tempo atrás e eu AMO o cheiro dele, mesmo que na embalagem esteja escrito sem perfume. Ele tem um cheirinho super suave e gostoso. Minha pele fica bem legal com ele e com um toque gostoso.
Para a acne e manchas de pele por causa dela, escolhi o Effaclar DUO [+], também da La Roche-Posey. Além do produto espalhar bem (o que é muito bom e faz economizar bastante) ele tem o mesmo cheirinho do sabonete e não deixa a pele nada oleosa. Eu estou fazendo aplicação de manhã e de noite, conforme escrito na embalagem. Eu queria fazer o tratamento com a linha toda, mas – de novo – por questões financeiras, não rolou dessa vez.
Para as olheiras, comprei o pra dar tchau pras olheiras, da ❤️ quem disse, berenice?. Ele é um pouquinho grudentinho, mas depois seca e fica tudo uma belezinha. Ele também pode ser usado de manhã e de noite.
E pra tentar acabar com o meu vicio de arrancar as pelinhas da boca (desculpa, gente, eu não consigo evitar) comprei o pra dar tchau pras pelinhas, também da ❤️ berê. Esse eu já achei bem pegajoso. Achei um pouco estranho ficar com isso nos lábios, parece que está melecado… Mas mesmo assim não é nada impossível de passar e acostumar, rs.
Nada adiantaria se eu não protegesse minha pele do sol, né? Eu usava um protetor solar da Nivea Sun, mas ele acabou. Resolvi testar o da Neutrogena, e, por enquanto, está tudo ok. Meu problema com protetores é justamente o fato da minha pele já ser oleosa e no fim do dia, dependendo do protetor, ela estar pior do que já é. Então sempre opto por protetores que sejam de toque seco (e mesmo assim a minha pele fica oleosa).

Vou fazer o uso contínuo dos produtos e daqui um mês eu faço um outro post contando o resultado de cada produto.

Produtos

 

Este post não é patrocinado. Aqui foram expressadas opiniões pessoais.

Blogueiro de vinte e três anos, que entre idas e vindas, está de volta. Fashion Designer formado desde 2014 e tem um ateliê de vestidos de noiva.

ME SIGA:

Página 1 de 3123